Pesquisar este blog

sábado, 20 de março de 2021

Planilha de Controle de Trader

Olá!

Pensando nos aperreios porque passam alguns investidores no primeiro ano de operação na bolsa de valores brasileira, resolvi disponibilizar o produto que me custou minutos de estudo em livros, textos e vídeos pela internet.

Essa planilha é uma opção para quem não quer investir em um software específico que, claro, é muito mais prático do que uma planilha. No entanto, nem todas as operações estão listadas nela, sendo indicada principalmente para quem quer investir na bolsa de valores pensando no médio ou longo prazo.

Por isso, veja as figuras com as partes da planilha para que tenha certeza se vale ou não a pena você baixar o arquivo.




O link está logo depois dos termos de uso, uma formalidade exigida pela maioria dos provedores, o que vejo como uma boa prática na internet. Leia os termos e, se decidir baixar a planilha, desejo um bom proveito dela.

TERMOS DE USO

Esta planilha é uma cortesia do proprietário do blog LETIONARE, professor Marcos Pinnto, denominado aqui de autor.

Ao obter esta planilha, o utilizador não está sujeito a nenhum vínculo contratual formal ou informal com o autor da mesma.

O autor permite a cópia e a reprodução, inclusive a adaptação para a venda, se assim o utilizador desejar, sem que isso gere qualquer obrigação por parte do utilizador para com o autor.

O utilizador também reconhece de forma inequívoca que o autor não tem nenhuma responsabilidade pelo uso da planilha.

Fim dos Termos de Uso.

Segue-se o LINK PARA A PLANILHA.

domingo, 28 de fevereiro de 2021

Planilha de Controle Financeiro Pessoal

 Embora um software próprio seja uma solução muito mais prática do que uma planilha, é difícil confiar suas informações financeiras a um aplicativo qualquer. As planilhas são uma opção para quem não quer investir em um software específico para controle financeiro por serem caros, ou por não serem tão personalizáveis, ou simplesmente por não confiar na segurança do software.

Pensando nessas pessoas, mas principalmente nas que não têm ideia de como elaborar uma planilha, deixarei aqui o link para o Libre Office, pacote composto por um editor de textos, um manipulador de planilha de cálculo e outros softwares para escritório. Este pacote é open source, o que significa que, se você quiser, pode "abrir o código" e ver o que tem nele. Não é meu intuito aqui discutir as vantagens do open source. O que interessa para o momento é que você pode baixar este pacote gratuitamente e de uma fonte segura.

O link é este: Libre Office 7.1.0 

Além do Windows, ele tem versões para Linux e MacOS.

Tudo bem, mas, e depois, como fazer a planilha?

Quem já tiver prática com planilha pode pular este parágrafo. Para os iniciantes, a primeira coisa a informar é que uma planilha de cálculo é como uma tabela, dessas que você vê facilmente em jornais, revistas e livros. Ou seja, uma forma de organizar dados em linhas e colunas. Os cruzamentos entre linhas e colunas são chamados de células. Cada linha é identificada por um número (inteiro e em ordem crescente) e cada coluna por uma letra (na ordem usual do alfabeto). Assim, podemos identificar a posição de cada dado indicando a coluna e a linha onde está. Por exemplo, se você colocou o dado salário na segunda coluna e terceira linha, ele está na célula B3. Tem um vídeo bem básico no YouTube que você pode ver: Planilhas Básico

A planilha de controle financeiro pode ser personalizada de acordo com as suas necessidades. O modelo que estou fornecendo tem as entradas mais comuns para a maioria das pessoas.

Nesta parte você vê os principais botões do Libre Office e o início da planilha que disponibilizei via Google Drive.

Nesta parte da planilha você pode ver um resumo da situação entre o que se recebe e o que se paga, bem como um gráfico que serve para comparar entradas e saídas de uma forma geral. Para quem não está acostumado com esses termos, chamamos de entrada tudo o que é recebido, seja na forma de salário, de aluguéis, de vendas; e de saída, tudo o que é pago. As saídas devem ser anotadas rigorosamente, preferencialmente na data em que foi feito o pagamento. Descrever cada item ajuda a perceber se tem um item em que se poderia economizar.

   Esta parte da planilha é dedicada a renda mensal. Coloquei Fonte de renda 1 e Fonte de renda 2, mas você pode mudar para Salário, por exemplo. Se você ainda não tem uma segunda fonte de renda, fica a dica: nos países desenvolvidos é normal que uma pessoa tenha mais de uma fonte de renda.

As despesas terão o nome que você escolher. A lista que está aí é somente ilustrativa. Suas despesas são só você que sabe, mas a dica é: quanto mais detalhes, melhor é o controle. Os valores devem ser digitados normalmente, usando a vírgula para separação das casas decimais. Quando apertar ENTER, o formato numérico será usado automaticamente.

Na parte Economia Mensal, você deve anotar tudo o que sobrou durante o mês, seja por conta de descontos que obteve, ou por uma conta que veio menor do que esperado, ou por outro motivo qualquer. ANOTE tudo. Se não sobrar nada, pense o que está impedindo que você economize e tente no próximo mês.

Por fim, o link para a planilha: Planilha ODS para controle financeiro pessoal.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE:

A planilha é uma cortesia minha, não representando qualquer compromisso entre mim e qualquer pessoa que fizer o seu download.

Espero que essa planilha o ajude de alguma forma.

Até breve!

domingo, 28 de junho de 2020

Pendente, pendência, atribuído e não entregue: Os Problemas no Google Classroom

Recentemente, muitos alunos e professores precisaram migrar suas aulas para o Google Classroom. Como não podia ser diferente, em toda mudança, principalmente naquelas em que somos impelidos a mudar, surgem problemas.
Um deles, é a atividade pendente. Acredito que alguns alunos e professores tenham vivenciado a seguinte situação:
O professor vê em sua sala virtual que os trabalhos foram atribuídos aos alunos, mas não foram entregues. Enquanto os alunos responderam aos formulários, inclusive fazendo up-loads via formulário, mas o status de entrega não é confirmado.
Enquanto os trabalhos aparecerão como pendentes, mas, se o professor resolver abrir o formulário para conferir as respostas individualmente, verá que os trabalhos foram realizados, os up-loads foram feitos, mas, na área de atividades o professor continuará vendo que a atividade não foi entregue.

Os alunos, acreditando que seus envios não foram validados, entram novamente no formulário e enviam novamente. Depois, vê mais uma vez o status de atividade pendente.
Isto talvez seja corrigido, depois da data desta publicação [28/06/2020], então, esta postagem estará desatualizada. No entanto, não me custa ajudar a resolver este probleminha.
Para que o status mude para atividade entregue, o aluno deverá anexar algum arquivo em sua área da turma e clicar no botão ENTREGAR.
Confirmando a entrega, o status mudará para entregue e o professor deixará de ver o status pendente, que passará para entregue.
Em seguida, o professor poderá atribuir uma nota (poderia tê-lo feito antes) e devolver o trabalho do aluno com suas considerações (do professor, caso haja considerações a fazer).
Depois de devolvido o trabalho, a área da atividade apresentará zero atribuídos e zero entregues,, mas isso é normal.
Probleminha resolvido.
Se isso te ajudou, compartilhe e ajude outras pessoas também : )

Até breve!

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Desigualdade de Tchebycheff



A lousa está uma bagunça, hein?

Não se preocupe! As próximas figuras estão mais organizadas.





Espero que tenha sido útil.

Compartilhe, comente.

Até breve!

quarta-feira, 4 de março de 2020

Instalando Novas Fontes no Windows

Olá!

Se você estiver fazendo um trabalho e for exigido usar determinada fonte que não está pré-instalada no seu computador, isso pode gerar um problema.

Vamos direto ao ponto.

Digamos que você precise usar no seu documento a fonte Garamond. Normalmente, esta fonte não vem no Windows e você vai precisar baixá-la para o seu computador e copiá-la para a pasta correta.

No Windows 10, por exemplo, o procedimento é:


  1. Baixar a fonte do site https://www.sofontes.com.br/Garamond/download/11112
  2. Extrair o arquivo Garamond de dentro da pasta compactada (basta clicar com o botão auxiliar do mouse e escolher Extrair Tudo, dando OK em seguida).
  3. Copiar o arquivo extraído.
  4. Acessar a pasta C:\Windows\Fonts.
  5. Colar o arquivo dentro desta pasta.
Veja um resumo de telas a seguir:

Site onde se pode baixar as fontes.

Pasta do Windows que abriga as fontes.

Libre Office disponibiliza imediatamente a fonte após a cópia.

É isso.

Até breve!



sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Diferenças Divididas: script no Scinotes do Scilab

/* Diferenças divididas
Polinômio Interpolador de Newton
Script por Marcos Pinnto */
function [D]=Divdif(A)
    //F é uma matriz nx2 com os pontos (x,f(x))
    F=[];
    X=[];
    //M=[];
    for i=1:size(A,1)
        X(i,1) = A(i,1);
        F(i,1) = A(i,2);
    end
    for k=2:size(A,1)
        for i=1:(size(A,1)-k+1)
            F(i,k) = ( F(i+1,k-1)-F(i,k-1) )/( X(i+k-1,1)-X(i,1) );    
        end
    end
    D = F;
   // disp(D);
endfunction

domingo, 2 de fevereiro de 2020

Taxa de Juro Implícita com Newton-Raphson: aplicação no Scilab


/*Calcula a raiz da função 
V(i)= -C+sum[pj(1+i)^{-j}], j=1:12, com pj fixo.
pelo método de Newton-Raphson

Marcos R Pinnto
*/

clear;
function newton_raphson(C, pj, n, x0, e1)
    //C capital
    //pj é o valor da prestação fixa
    //n é o número de períodos
    //x0 1a aproximação dada pelo usuário
    //e1 epsilon 1  
    function [y]=f(x)
        SP = 0;
        for j=1:n
            SP = SP+(1+x)^(-j);
        end
        y=-C+pj*SP;
    endfunction
    function [dy]=df(x)
        sp = 0;
        for j=1:n
            sp = sp-j*(1+x)^(-j-1);
        end
        dy=pj*sp;
    endfunction
    x=0;
    while abs(f(x0))>e1 
        x = x0 - f(x0)/df(x0);
        x0 = x;
    end
    printf('\nEm percentual, a taxa de juros periódica é %g',100*x);
endfunction
/*Exemplo: Calcular a taxa implícita de juros sobre R$ 500,00 a serem
pagos em 12 prestações iguais de R$ 55,00.

Use a função da seguinte forma:

newton_raphson(500,12,55,0.01,0.0001)
*/